Início Novidades Como funcionam as baterias que carregam celulares?
Aprovada

Como funcionam as baterias que carregam celulares?

Todo mundo já passou algum apuro por causa da bateria do smartphone: elas não são muito potentes e acabam não durando o tempo desejado, muitas vezes nos deixando na mão quando mais precisamos. É por isso que as baterias portáteis para carregar os celulares, chamadas de power bank, estão se tornando cada vez mais comuns como uma alternativa. Com opções disponíveis para gadgets com Android, iOS e Windows Phone, os power bank são bem fáceis de usar: basta conectá-lo ao seu celular ou tablete e recuperar mais algum tempo longe da tomada. Mas, você sabe as diferenças entre essas baterias e como funcionam?

As baterias power bank podem tanto fornecer quanto receber recarga de energia por meio de portas USB. Há três tipos de baterias assim: as acopladas em cases, as USB de bolso e as com recarga solar. O primeiro tipo é bem comum e prático de usar, pois o usuário precisa carregar apenas o celular com uma case maior. A desvantagem é que, quanto mais armazenamento de energia, o celular fica mais pesado e a case só pode ser carregada junto com o celular na tomada. O segundo tipo, com entrada USB, é ideal para quem não quer aumentar o peso do smartphone, mas deseja a facilidade de recarregar a bateria quando necessário. A facilidade é que ele pode ser carregado sempre que houver uma porta USB. Já o terceiro tipo, com energia solar, é o mais caro e o mais versátil, pois, além de células de recarga fotossensíveis, possuem também porta USB, podendo ser recarregadas de duas formas.

Qual escolher? Para decidir qual a melhor para você, é importante saber a quantidade de ciclos que o power bank suporta. Geralmente, as que possuem 500 ciclos são as melhores para adquirir, pois duram até 1 ano e 6 meses de recarga diária. Caso não esteja disponível a informação dos ciclos, você pode verificar o tipo de células que carrega: as de polímetro de lítio possuem mais capacidade e durabilidade que as de íon de lítio.  Depois de escolher e adquirir a sua, procure evitar recargas completas, indo de 5% a 100%, por exemplo, para manter sua power bank com uma vida útil longa.

Postado Qua, 21 de Junho de 2017, 10:59:00

Fonte: blog.algartelecom.com.br/

COMENTAR

0 Comentário(s)